Centros comerciais e WCs

03:52


Não sou uma pessoa de fazer grandes compras em centros comerciais e andar com mil sacos atrás. Mas só o facto de ter a minha mala e o casaco (na maior parte das vezes) é o suficiente para me atrapalhar na casa de banho. Não consigo compreender porque é que as casas de banho em centros comerciais só têm um cabide muito pequeno para pendurar a mala. Alguns, nem cabide têm.
E lá temos nós de fazer uma mega ginástica e equilibrismo, para pegar na mala com os dentes, ou pousá-la no colo, com o casaco na cabeça, para não os pormos no chão.
E isto tudo, sem sacos de compras...
Alguém "sofre" do mesmo problema que eu?

Pessoal

Dificuldade em engordar

05:27


Bom dia, minhas gatinhas.
Hoje vou-vos falar de um pequeno problema que tenho: dificuldade em engordar. 
Na minha família somos todos uns trinca-espinhas. A minha irmã é uma palitinho e eu era igual na idade dela.
Quando cheguei aos meus 17/18 anos, lá consegui engordar uns quilos durante as praxes, e até ao ano passado tinha conseguido manter. Mas depois de ter começado a trabalhar num local com horário nocturnos e por vezes desfasados, e com todo o stress envolvido, acabei por emagrecer. Pelo meio também tive uma gastrite, o que não ajudou em nada ao caso. E até agora não consegui recuperar o peso.
O ideal seria ganhar uns 3/4 kg, mas por muito que tente é difícil. Alguém tem algumas dicas?

Pessoal

O "meu" Padinha

07:02


A partir de segunda-feira vou começar o meu novo emprego numa clínica em Quarteira. Mas como é difícil arranjar casa/quarto por lá (que me compense em termos monetários) decidi continuar a morar em Faro. Assim sendo, vou levar o carro da minha mãe emprestado, um Fiat Panda, o meu Pandinha.
E claro que, antes da grande viagem que vou fazer amanhã, o meu pai esteve-me a ensinar as coisinhas todas do carro: mudar o óleo, a água do limpa para brisas e claro, a mudar um pneu. Com direito a aula prática e tudo.
A verdade é que sempre fui uma rapariga independente, desde que entrei para a universidade que moro fora de casa e gosto desta independência, das minhas rotinas, dos meus métodos.
E agora, não poderia ser excepção. Não quero ser apanhada desprevenida um dia destes com um furo, sem saber o que fazer.
Então lá esteve o meu pai a explicar-me o que tinha de fazer, onde colocar o macaco, como levantar o carro e as coisinhas todas. É preciso força, para tirar as porcas das rodas!! Tenho que me meter aos pulinhos em cima da chave, para conseguir desenroscar. Vai ser lindo se tiver que fazer isto no meio da nacional.
Sinto-me muito mais confiante agora.

O único problema foi ter feito isto tudo de roupão... branco. Agora pareço um dálmata.

Pessoal

A todas as solteiras

04:56


O dia dos Namorados está a chegar. Mas não, este não vai ser um post de dicas para dar à cara metade, nem vos vou falar de restaurantes românticos onde poderão ir.

Quando estava na adolescência sentia-me triste por ver as minhas amigas com namorados ou com rapazes a andar atrás delas, e eu, nada. Sempre me senti feia (até porque era vítima de bullying por ser uma rapariga peluda - costumavam-me chamar "a miúda macaca" - os putos conseguem ser cruéis). Só quando entrei para a faculdade é que as coisas começaram a mudar. Dei o meu primeiro beijo com 18 anos, e só tive o primeiro namorado aos 21 anos, altura em que também perdi a virgindade. Parece tarde, de acordo com os padrões estabelecidos pela sociedade, mas não há nenhum problema com isso.

Agora que estou novamente solteira, já há quase dois anos, deixei de sentir essa necessidade de ter alguém. Percebi que a felicidade  não depende de outra pessoa e que conseguimos ser 100% felizes sem um namorado.
Pela primeira vez na vida, não ando desesperada atrás de alguém ou a agarrar-me a qualquer rapaz que fale comigo. Na verdade, já nem ando "à caça". Consigo sair à rua ou a algum outro sítio, sem estar a olhar para os rapazes a pensar se seriam bons namorados ou não. 
Sinto-me muito mais solta, alegre, focada em mim. Acho que o facto de ter começado a trabalhar e de ter entrado no "mundo adulto" também fez muita diferença, já que tive que alterar alguma das minhas prioridades.

Continuo a conhecer rapazes, a curtir com alguns. Na verdade, neste momento até gosto de um rapaz (e ele de mim). Mas não sinto aquela pressão interna de ter de namorar com ele oficialmente. Ando a deixar as coisas fluir com o seu tempo, e sinto-me bem com isso.

Isto tudo para dizer que se estás solteira, não fiques triste por não ter ninguém, principalmente no dia 14 de Fevereiro. Para estarmos numa relação, temos de primeiro estar bem connosco próprios. Temos de saber estar sozinhos sem que isso nos encha de tristeza. 
E outra grande verdade, é que mais vale estarmos sozinhos do que mal acompanhados. Estarmos numa relação com alguém que nos faz sentir inferior, desvalorizadas ou que nos agride psicologica e/ou fisicamente, não vale a pena.
Cada coisa vem a seu tempo.

Ai

Ai, se a minha carteira deixasse #1

04:30

Bom dia, minhas tigrezas!
Hoje vou iniciar um nova rúbrica no blogue: "Ai, se a minha carteira deixasse!". Como devem calcular, vou-vos dar a conhecer o meu lado mais consumista, onde vou partilhar certas coisas (objectos, decoração, roupa, livros, etc) que gostava muito de ter, se o pudesse.

Espero que gostem.



Cliquem em cima de cada item para obterem mais informação.

Bijutaria: Sou louca por relógios, mas, por incrível que pareça, neste momento não tenho nenhum. O que tinha, partiu-se e até agora não encontrei nenhum que gostasse. Também adoro brincos e aneis, apesar de não usar muito.

Decoração: Almofadas e velas cheirosas devem ser uma das minhas maiores perdições.

Roupa: Sou louca por saias. E esta azul deixou-me completamente rendida.É simplesmente perfeita!

Malas: Sinceramente, não sou uma pessoa muito de malas e sapatos, mas adoro quando encontro uma mais original, como a da imagem.

Acessórios: Hoje trago-vos uma capa de telemóvel. Eu sou um desastre com tecnologia, e estou sempre a deixar cair os telemóveis no chão, por isso, é muito importante ter sempre uma capa posta. E esta das flores é um mimo.

Biquínis: Sei que ainda estamos em Fevereiro, mas adoro procurar biquínis na internet, principalmente se forem coloridos.

Pessoal

Fevereiro - O meu mês

03:05


Bom dia, meus gatinhos.
Hoje começa um novo mês, o "meu" mês. Fevereiro é o mês do meu aniversário (dia 12) e o da minha irmã (dia 22). Nós temos dez anos, dez dias, dez horas e dez minutos de diferença dos nossos nascimentos, sendo eu a mais velha. É uma coincidência super engraçada.
Para além disso, este mês vai ser diferente. Vou começar num novo trabalho, no dia 6. Até lá vai ser aproveitar o resto das férias para descansar e estar com a família.
Espero que desta vez corra tudo bem na nova clínica, pelo menos parecem-me ser patrões mais sinceros e que realmente se preocupam com os seus funcionários. E como é um espaço mais pequeno, vou ter mais oportunidade de aprender cirurgias.

Este mês vou fazer mais um módulo da Pós-Graduação em Clínica e Cirurgia de Animais Exóticos.

E por enquanto, estes são os meus planos.
E tu, o que tens planeado para o mês de Fevereiro?

Decor

Decoração - Black & White

01:30


Uma das minhas coisas preferidas é decoração de interiores. Prefiro ir à Loja do Gato Preto ou à Zara Home do que espreitar a Pull ou a Bershka, por exemplo. Estou desejosa de um dia ter a minha própria casa (uma modular, em princípio) e de a poder decorar à minha maneira.
Hoje deixo-vos umas inspirações, em tons preto e branco, muito minimalistas e elegantes. A vantagem de decorar nestas cores, é que depois se podem acrescentar pormenores nas cores que quisermos que fica sempre lindo.








Popular Posts

Like us on Facebook

Flickr Images